Da falta de inspiração: um post metalinguístico

Nessa de nós, autoras desse lindo blog, ficarmos nos culpando incessantemente pela falta de posts dos últimos tempo, lemos algo que vem bem a calhar e que posto aqui:

“Seja como for, as idéias nos acodem quando não as esperamos e não quando, sentados à nossa mesa de trabalho, fatigamos o cérebro a procurá-las. É verdade entretanto, que elas não nos ocorreriam se, anteriormente, não houvéssemos, com devoção apaixonada, buscado uma resposta. De qualquer modo, o estudioso está compelido a contar com o acaso, sempre presente em todo trabalho científico: ocorrerá ou não ocorrerá a inspiração?” (WEBER, Max. “Ciência e Política: duas vocações”, 2004, p.26. Ed. Cultrix)

O fato é que muita coisa andou acontecendo nas nossas vidas. Rascunhos de textos são muitos, mas não se transformaram ainda em algo consistente para ser publicado, mas virá, em breve.

Acho interessante como tem gente que consegue mantar um blog bom com posts diários. Exige muita bagagem intelectual. A análise, quando se pretende uma boa análise, dos fatos cotidianos não é fácil. Então nós três acabamos entrando nessa angústia de: mas essa análise não está muito superficial? Ainda falta muito treino, mas acho que estamos indo bem.

Anúncios

6 pensamentos sobre “Da falta de inspiração: um post metalinguístico

  1. É muita coisa acontecendo e muita necessidade de argumentar sobre tudo.
    É preciso tempo pra digerir e analisar as coisas… Prefiro levar mais tempo pra formular argumentos mais sólidos do que simplesmente vomitar considerações sobre os acontecimentos mais recentes, falar sobre os “assuntos da moda” e etc… Bom, se as meninas deixarem, eu quero escrever um post sobre o show do Ringo pra preencher o vazio de inspiração, ehehe! Que me dizem?

  2. Meus textos acabaram, eu não tenho textos reserva e nem muita disposição… O TCC me roubou tudo e eu não sei do que falar.

    Pelo menos, dá pra fazer aquele migué bonito de ver um filme e fazer a análise. Mas nem disposição pra ver filme eu tenho.

    Comecei a fazer freela, já foram três textos aceitos, acho que esses três roubaram a criatividade pra três textos pro blog.

    • É, vai saber como ser sempre criativo… e sempre ter o que dizer e que seja minimamente bom.
      Muitas circunstâncias da vida, etc. É preciso treino mesmo, eu acho.

Comente!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s